Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Tribunal de Leiria está a julgar 13 arguidos por lenocínio e tráfico de droga


segunda, 20 março 2017
Continua hoje no Tribunal de Leiria o julgamento de 13 arguidos suspeitos de lenocínio e tráfico de droga, com idades entre os 20 e os 46 anos, acusação que resultou de uma investigação da GNR de Pombal. De acordo com o despacho de acusação do Ministério Público (MP), dois irmãos - Mizael e Merabi Santana - estabeleceram entre si um plano para explorarem o estabelecimento comercial ‘Arco-Íris’, situado na freguesia da Redinha, no concelho de Pombal, utilizando o espaço para a prática de “prostituição e alterne, onde mulheres de diversas nacionalidades mantinham relações sexuais com clientes, a troco de contrapartidas monetárias". Os dois irmãos, proprietários do espaço, recebiam uma “percentagem dos proveitos da actividade”, refere ainda o MP. Para “não levantarem suspeitas às diversas autoridades fiscalizadoras, os arguidos fizeram um acordo" com um terceiro elemento, também acusado neste processo, para que o mesmo “figurasse como responsável de direito pelo estabelecimento Arco-Íris”. Este suspeito também “controlava a subida e descida das mulheres, entregando-lhes as chaves dos quartos”.
Leia a notícia completa na edição em papel.