Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Novo presidente quer transformar IPL em universidade politécnica até 2022


texto: Helena Amaro / foto: Luís Filipe Coito / Legenda: Nuno Mangas passou ontem a ‘pasta’ a Rui Pedrosa na direcção do Politécnico de Leiria quarta, 16 maio 2018

O novo presidente do Instituto Politécnico de Leiria (IPL), Rui Pedrosa, anunciou ontem que um dos seus objectivos para os próximos quatro anos é a alteração da designação IPL para “universidade politécnica de Leiria”, apelando ao apoio da região para criar um “ecossistema educativo, de investigação e inovação” que levará a instituição de ensino superior “ainda mais longe”.
Na cerimónia de tomada de posse, realizada ontem, no campus 2 do IPL, Rui Pedrosa apresentou a sua “visão” estratégica para o próximo quadriénio, definindo vários objectivos, entre eles a “alteração da designação do Politécnico de Leiria para Universidade Politécnica de Leiria”. “Em primeiro lugar, a palavra universidade”, porque “tem um reconhecimento e protecção social, nacional e internacional, distintiva e é universal”, explicou o recém-empossado presidente. 
Por outro lado, Rui Pedrosa justificou a palavra “politécnica” pela sua “relação com a sociedade”. Porque “queremos continuar a fazer as mesmas coisas, ou seja, a ter ensino politécnico, preparar os nossos estudantes para o mercado de trabalho e para as necessidades das empresas e instituições, na realidade, continuar a formar para as profissões”, disse.

Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados