Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Secretário de Estado das Florestas diz que “não irá faltar dinheiro” para reflorestar o Pinhal de Leiria


Mário Pinto / foto: Luís Filipe Coito terça, 13 novembro 2018
O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, garantiu ontem, na Marinha Grande, que “não irá faltar dinheiro” para a reflorestação do Pinhal de Leiria, destruído quase na totalidade pelo incêndio de Outubro de 2017, e que o plano definido pelo Governo “está a ser cumprido”. Apesar de assumir que “nem tudo correu bem” no último ano em termos de venda de pinheiros, o governante garante que o dinheiro não será problema para os próximos quatro anos.   “O que correu menos bem foi a venda da madeira. Tínhamos uma expectativa que não correspondeu àquilo que foi a capacidade de absorção por parte do mercado. Estamos a encontrar outras fontes de financiamento para além daquilo que foi a venda da madeira. O que precisamos de transmitir às pessoas é a esperança de que não faltará dinheiro para o plano que definimos em quatro anos, que é  de 15 milhões de euros. Só este ano serão aplicados seis milhões, ou seja,  45 por cento do total do investimento”, afirmou  Miguel Freitas, que ontem esteve no Pinhal de Leiria, na Marinha Grande, para assistir à preparação de vários lotes de terrenos para plantação de pinheiros mansos e bravos.
Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados