Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

ESEnfC tem mais 303 diplomados mas faltam enfermeiros no país


domingo, 21 julho 2019

A Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC) entregou ontem diplomas a 303 novos diplomados, que, numa cerimónia realizada no Pavilhão Multidesportos, fariam também o seu Juramento perante a comunidade. Num momento que considerou que «regozijo», para além das felicitações aos próprios - «iniciados na nobre profissão de enfermagem» - aos familiares, professores e comunidade educativa, que os acompanharam ao longo desta primeira etapa, a presidente da instituição, Aida Cruz Mendes, não esqueceu duas grandes preocupações da classe: a carência de enfermeiros e a sua maior participação e relevância no Serviço Nacional de Saúde (SNS). 

«Contrariamente ao que por vezes se ouve, em Portugal há carência de enfermeiros para fazer face às necessidades de cuidados de saúde da população», declarou a responsável da ESEnfC. O número de enfermeiros por mil habitantes é, lembrou, inferior ao da média europeia a 28 países: temos um rácio de 6,4 enfermeiros por 1000 habitantes e a UE a 28 um rácio de 8,4 enfermeiros. E, de acordo com um estudo realizado por Lopes, Castro e Simões (2018), para nos aproximarmos da média dos países da OCDE, precisaremos de mais 26% de enfermeiros até 2040, acrescentou Aida Cruz Mendes, notando que, segundo o mesmo estudo, a proporção médico/enfermeiro é também desequilibrada. 

Leia a notícia completa na edição em papel.