Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Região com 29 praias com ‘Qualidade de Ouro’


Texto: Helena Amaro com Lusa/Foto: CMA Quarta, 15 de Maio de 2024

A associação ambientalista Quer­cus classificou este ano 29 praias do distrito de Leiria com ‘Qualidade de Ouro’, ao contrário das 23 zonas balneares que tinha anunciado na semana passada. “Devido a uma anomalia informática na extração dos dados”, a associação ambientalista divulgou erradamente, na passada sexta-feira, a lista das praias distinguidas, que apontavam para uma diminuição significativa na região de Leiria.
A nova lista foi divulgada já esta segunda-feira, e aponta para 29 zonas balneares que vão hastear a bandeira ‘ouro’. No ano passado, foram classificadas 31 praias. Este ano, na nova lista divulgada, não constam as praias S. Martinho do Porto (Alcobaça), El Rei (Óbidos) e Cova de Alfarroba, Gamboa e Peniche de Cima (Peniche)
Assim, este ano, vai ser hasteado galardão ‘Qualidade de Ouro’ nas praias Pedrógão Sul e Pedrógão Centro, no concelho de Leiria. Segundo o vereador com o pelouro do Ambiente, Luís Lopes, o município continua empenhado na gestão das praias do concelho, “garantindo as melhores condições de acessibilidade, segurança, saúde e salubridade, para quem reside e visita tenha a melhor experiência possível”.
“Tem sido crucial o empenho e a dedicação de todas as entidades envolvidas, tanto dos residentes da Praia do Pedrógão como dos operadores, que têm sido um suporte fundamental”, acrescentou o autarca, citado em comunicado divulgado esta segunda-feira.
No concelho de Alcobaça, foram galardoadas as praias Água de Madeiros, Légua, Pedra do Ouro, Polvoeira, e Paredes de Vitória, que volta a integrar a lista.
Figueiró dos Vinhos volta a estar este ano na lista com a praia fluvial Fragas de S. Simão, e as praias do Agroal (Ourém) e Cabril (Pedrógão Grande) mantêm as suas classificações.
Caldas da Rainha mantém galardoadas as zonas balneares da Foz do Arelho - Lagoa e Praia do Mar.
No concelho da Marinha Grande, a Quercus atribuiu o galardão a Pedras Negras, Praia Velha e S. Pedro de Moel, e na Nazaré vão hastear a bandeira na praia da Nazaré e no Salgado, assim como a praia Osso da Baleia, no concelho de Pombal.
Já em Óbidos, conquistaram ‘ouro’ as praias Bom Sucesso, Rei do Cortiço e Vale das Janelas, que volta a integrar a lista. No concelho de Peniche, a nova lista divulgada pela Quercus aponta para as distinções das praias Baleal Norte, Baleal Sul, Baleal – Campismo, Consolação, Consolação Norte, Medão – Supertubos, Porto da Areia Sul e S. Bernardino.

Quercus distingue 420 praias no país
A nível nacional, a associação ambientalista classificou este ano 420 praias com ‘Qualidade de Ouro’, mais 26 do que no ano passado, sendo as regiões do Tejo/Oeste e Norte as mais galardoadas e o Algarve a que teve a maior descida.
A Quercus especifica que, das 420 praias “Qualidade de Ouro”, 349 são praias costeiras (83%), 61 interiores (15%) e 10 de transição (2%).
As regiões Tejo/Oeste e Norte são as mais galardoadas, com 103 e 81 praias, respetivamente, sendo que, nas praias do Tejo/Oeste, 76 são costeiras, 26 interiores e uma de transição.
Nas 81 praias galardoadas no Norte, 66 são costeiras, 26 são interiores e uma de transição.
O Norte e os Açores (60 praias distinguidas) foram as regiões que registaram a maior subida quando comparado com o ano passado (mais 16 e mais 14 galardões, respetivamente), seguidas das regiões Centro e Tejo/Oeste (com mais cinco galardões cada) e do Alentejo (com mais três galardões).
O Algarve foi a área com a descida mais acentuada, com menos 16 praias galardoadas, motivada, na maior parte dos casos, “pelo incumprimento do critério relativo às análises realizadas na época balnear 2023”, explicou a Quercus.
Segundo a associação, verificaram-se no território algarvio “níveis de poluição algo persistentes, não inteiramente esclarecidos, mas para os quais poderá ter contribuído o impacte da pressão turística nesta região”.
O Algarve conta este ano com 69 praias ‘Qualidade de Ouro’, das quais 68 são costeiras e uma de transição.
A associação ambientalista adianta que este ano se registaram nove zonas balneares estreantes com ‘Qualidade de Ouro’, sendo três no Centro, duas nos Açores, uma na região Tejo/Oeste, uma no Algarve, uma na Madeira e uma no Norte.
O galardão ‘Praia com Qualidade de Ouro’ distingue anualmente a qualidade da água balnear das praias portuguesas, com base na informação pública oficial disponível, tendo exclusivamente em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das diferentes Administrações Regionais Hidrográficas, segundo a Quercus.
Para receber a distinção, a água balnear tem de respeitar vários critérios, como uma qualidade da água “excelente” na classificação anual das cinco épocas balneares anteriores à última. Todas as análises realizadas na última época balnear (2023) deverão ter apresentado resultados melhores em vários indicadores bacterianos. 



Assinaturas

Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu