Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

“Ouvir uma arena inteira a gritar e aplaudir é um som que guardo na memória para sempre”


Texto: Cristiana Bernardino/Foto: DR Quarta, 15 de Maio de 2024

“O 10.º lugar soube a vitória”. É desta forma que iolanda, a artista pombalense que representou Portugal no Festival Eurovisão da Canção com a canção ‘Grito’, classifica a sua prestação, carregada de emoção e aplaudida por milhares.
Rodeada por um cenário onde o branco predominava, a voz potente da jovem pombalense, a coreografia e a mensagem de paz fizeram ouvir-se no grande palco da Eurovisão.
“Estive sempre confiante de que íamos ficar no top10, mesmo quando todas as ‘odds’ indicavam que iríamos ficar nos últimos cinco lugares. Acreditámos até ao fim e trabalhámos muito para isto. Estamos muito orgulhosos deste resultado. E eu estou muito orgulhosa da minha equipa”, salientou a artista pombalense ao nosso jornal.
Para iolanda, “pisar o palco da Eurovisão é indescritível a todos os níveis”, tal como a “sensação de cantar para 200 milhões de pessoas”, que diz ser “inacreditável”.

Leia a notícia completa na edição em papel.


Assinaturas

Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu