Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Apresentação da Linha de Alta Velocidade adiada para depois do verão


Texto: Redação | Foto: LFC Quarta, 10 de Julho de 2024

A Infraestruturas de Portugal pediu o adiamento da apresentação do projeto para a passagem da Linha de Alta Velocidade em Leiria, devendo a sessão ocorrer apenas depois do verão. Segundo o presidente da Câmara de Leiria, Gonçalo Lopes, a apresentação deveria ocorrer na próxima sexta-feira, dia 12, mas a pedido da própria empresa Infraestruturas de Portugal, essa mesma sessão realizar-se-á “só depois do verão, em setembro”.
“Não há data. Disseram-me depois do verão”, disse o autarca ao nosso jornal, esclarecendo que o adiamento da sessão está relacionado com as propostas submetidas ao estudo de impacto ambiental.
Recorde-se que a apresentação tinha sido avançada pelo líder do executivo socialista aos deputados da Assembleia Municipal, que na última reunião ordinária de junho informou que a proposta deverá passar por criar uma “estação regional” na freguesia da Barosa, no concelho de Leiria.
Aos deputados municipais, o presidente da Câmara de Leiria confirmou já terem ocorrido “muitos debates e reuniões” com a empresa Infraestruturas de Portugal, num processo negocial que admitiu ser “intenso”.
“Em princípio, na primeira quinzena de julho, terá apresentação pública daquilo que é o primeiro ‘draft’ das intenções em termos de planeamento da estação”, anunciou Gonçalo Lopes na altura, dando ainda nota aos deputados ter deixado “um conjunto de exigências” em cima da mesa, que passam, sobretudo, pelas “acessibilidades de primeiro grau à estação da Barosa”.
“Só possível porque também não entregámos a estação da Barosa de mão beijada como alguns defendiam. Ninguém consegue negociar se a gente entrega de bandeja aquilo que a maioria quer”, criticou o autarca, na Assembleia Municipal de junho. “Aquilo que nos tinha sido apresentado há um ano era uma nova cidade dentro da cidade, se ficasse na estação de Leiria, e hoje aquilo que nos estão a dizer é que vamos ter uma estação regional e que esta estação regional abra caminho para que daqui a três ou quatro décadas Leiria ficar unida com a Marinha Grande e a Barosa seja um elo daquilo que será o novo bairro da estação e um bairro de polo de desenvolvimento industrial e económico que poderá trazer bastantes vantagens para a nossa economia”, acrescentou. |



Assinaturas