Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Nazaré quer que as obras de modernização da Linha do Oeste comecem de imediato


Texto: Redação | Foto: LFC Quinta, 11 de Julho de 2024

A Assembleia Municipal da Nazaré aprovou uma moção apresentada pelo Grupo da CDU, na sessão da passada sexta-feira, a pedir o início imediato das obras de modernização e eletrificação da Linha do Oeste.
Na sessão, ficou deliberado exigir à Infraestruturas de Portugal, aos ministros das Infraestruturas e Habitação, da Coesão Territorial, bem como ao primeiro-ministro, que “esgrimam todos os esforços para concluir as obras no troço entre Meleças e Caldas da Rainha” e para “lançar o concurso para o troço entre Caldas da Rainha e o Louriçal”; para além de reivindicar à Infraestruturas de Portugal a avaliação, em articulação com o município da Nazaré e a Junta de Freguesia de Valado dos Frades, da “reabertura na sua plenitude da Estação do Caminho-de-Ferro de Valado dos Frades”.
“Ao ritmo a que se desenvolvem, as obras [de modernização da Linha do Oeste] não serão concluídas em 2024, ficando a sua conclusão mais uma vez por cumprir”, pode ler-se na moção, onde se refere ainda que para além dos “atrasos” nesta empreitada, ainda não foi feita a adjudicação para a modernização e eletrificação do troço entre Caldas da Rainha e o Louriçal, “cujas obras já deveriam estar em curso”, num traçado “que serve diretamente toda esta região”, designadamente o concelho da Nazaré com as paragens em Fanhais e Famalicão, e, muito particularmente, a estação na Freguesia de Valado dos Frades.
“Contando o concelho da Nazaré com um importante porto marítimo e com uma Área de Localização Empresarial, em Valado dos Frades, que deve crescer face ao seu imenso potencial, a eletrificação e modernização da Linha do Oeste é absolutamente essencial para potenciar estas duas infra-estruturas determinantes para o desenvolvimento do concelho e da região, além do necessário apoio ao turismo e em defesa do ambiente”, refere a CDU no documento.
Para o partido, a obra entre Caldas da Rainha e o Louriçal “continua sem sair do papel”, acumulando uma sucessão de atrasos que “prejudicam as populações e o desenvolvimento do concelho da Nazaré, dos concelhos da região e de todo o distrito de Leiria”.



Assinaturas